A líder do PSB no Senado, Lídice da Mata (BA), afirmou que a oposição ao Governo de Michel Temer no Congresso Nacional vai intensificar as campanhas contra a Reforma da Previdência e que haverá uma grande articulação durante o recesso parlamentar. Para a senadora baiana, o adiamento da votação para fevereiro foi uma grande derrota do Palácio do Planalto.

Em entrevista à Rádio Senado, Lídice afirmou que o presidente mente quando aborda um suposto fim da crise econômica e classificou a nova Lei Trabalhista como danosa ao povo brasileiro. “A crise não acabou. Estamos vivendo um crescimento próximo de 0,5%, o que é muito baixo. O desemprego até pode diminuir, mas será degradando o valor da mão-de-obra”, analisa.

Na opinião da senadora, o trabalhador perde, quando deixa de ter um trabalho formal para uma jornada intermitente, por exemplo. “Vai ter muita gente recebendo abaixo do salário mínimo”, disse.