A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado Federal aprovou requerimento da senadora Lídice da Mata para realizar audiência pública sobre obras no Aeroporto Internacional de Salvador para a Copa do Mundo. A senadora quer ouvir o ministro da Aviação Civil e o presidente da Infraero sobre risco de que obra não seja concluída.

O requerimento da senadora requer as presenças do ministro Wellington Moreira Franco, Chefe da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, e de Antônio Gustavo Matos do Vale, Presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

Em janeiro, a senadora já havia manifestado sua preocupação com os transtornos provocados pelas obras no Aeroporto de Salvador, entre os quais a interrupção do sistema de climatização.

“O que nós estamos vendo é que os aeroportos, com exceção de alguns poucos, se encontram com as obras todas atrasadas, a exemplo do aeroporto de Salvador, onde o ministro chegou a dizer que frente ao atraso, não vai existir a segunda etapa das obras na Bahia”, observou Lídice, referindo-se à visita do ministro Moreira Franco ao aeroporto de Salvador no último dia 20/01.

Moreira Franco justificou que o início da segunda etapa das obras poderia causar transtornos aos turistas que vão à capital baiana no Carnaval e que a empreitada só deve ocorrer depois da Copa do Mundo.

Integrante de subcomissão do Senado que acompanha os preparativos do Mundial, Lídice entende que o prazo pode comprometer a qualidade dos serviços durante o Mundial, uma vez que as empresas aéreas já estão vendendo passagens para 1.973 voos extras durante o período, com autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

“Acho que isto é necessária não apenas para a Copa. Já seria necessário, por exemplo, agora na alta estação no Brasil. Mas, esta medida precisa estar relacionada com a infraestrutura para receber esse voos”, alerta.